Manual de Boas Prácticas


1. INTRODUÇÃO
 
O presente manual, já referenciado no Manual de Acolhimento distribuído a cada colaborador, embora não podendo prever todas as situações possíveis, pretende abordar as áreas da Gestão da Qualidade, da Gestão Ambiental e da Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho, de acordo com o documento junto, que bem define os nossos compromissos para o futuro.
 
Este Manual pretende também iniciar uma sensibilização à Responsabilidade Social.
 
O Manual de Acolhimento e este Manual, serão em muitas áreas complementares, e ambos pretendem conduzir a empresa e os seus colaboradores à clarificação dos nossos VALORES, porque são eles que nos dizem quem somos e nos apontam o melhor caminho a seguir.
 
Cada de um de nós, os nossos visitantes e os nossos colaboradores subcontratados devem ter sempre uma conduta compatível com a nossa política, é dever de cada um destes intervenientes assegurar o cumprimento rigoroso da legislação em vigor.
 
 
2. ENERGIA
      Minimize os consumos de energia. A produção de eletricidade está associada à emissão de poluentes para a atmosfera, sempre que possível recorra à iluminação natural.
 
       Não deixe as luzes acesas depois de abandonar o seu posto de trabalho.
 
       Programe o monitor do seu computador para modo stand-by.
 
       Não deixe o computador ligado depois de terminar o seu dia de trabalho.
 
       Mantenha o ar condicionado ligado apenas quando estiver no local e não utilize o aparelho com as portas abertas.
 
       Prefira as escadas ao elevador. Poupa energia e faz exercício.
 
 
3. ÁGUA
      Minimize o consumo de água. Verifique se os autoclismos ficam bem fechados após a utilização.
agua1.jpg 

       Não deixe as torneiras a pingar após a utilização. Caso detete uma fuga contacte a manutenção.
 
       No inverno maximize a entrada de raios solares no edifício e faça o contrário no verão. Poupará muita energia ao reduzir a utilização do ar condicionado.
 
       Utilize produtos de limpeza sem fosfatos e sem cloro de preferência ecologicamente sustentáveis.
 
4. AR
respirar.jpg 

       Não fume em espaços fechados e de pequenas dimensões. Dentro das instalações da Silvex não é permitido fumar excepto nos locais devidamente assinalados para o efeito.
 
       Mantenha sempre os recipientes de tintas e diluentes fechados.
 
       Viaturas de transporte de mercadorias devem desligar os motores quando não estão em trânsito.
 
 
5. RESÍDUOS
       Premeie sempre a política dos 3 R’s, Reduzir, Reutilizar e por fim Reciclar.
 
       Minimize os consumos de papel, poupará no abate de árvores. Sempre que possível reutilize, quando o for colocar no papelão não se esqueça de retirar os agrafos.
 
       Evite impressões desnecessárias, prefira sempre o suporte informático. Quando estas forem inevitáveis e provisórias imprima as mesmas numa escala reduzida.
 
       Utilize sempre as suas canetas, lápis, borrachas, etc., até ao fim, evite consumos desnecessários e resista ao consumismo descartável.
 
       Faça sempre a correta separação de resíduos no seu local de trabalho. Não misture materiais de características diferentes. Desta forma facilita a sua valorização em condições ambientais adequadas.
 
       Não deite lâmpadas florescentes para o lixo, estas devem ser encaminhadas para valorização
 
       Não deite pilhas para o lixo, o seu impacto ambiental é muito negativo. Utilize o pilhão da Silvex.
 
       Colabore connosco na separação dos lixos.
 
       Não deposite nenhum tipo de lixo na via pública ou em locais inapropriados.
 
 
6. DERRAMES
       Em caso de derrame não deixe o produto escoar para as águas superficiais ou subterrâneas, fechando os acessos aos sistemas de drenagem e esgotos com meios de retenção adequados.
 
       Enxague e delimite o produto derramado o quanto antes com trapos absorventes, recolha o produto para recipientes adequados e devidamente identificados no seu sector para serem mais tarde reencaminhados para um operador licenciado. É proibido por lei efetuar qualquer descarga de óleos usados na água ou solo, mesmo sendo alimentar. Armazene-o em recipiente próprio, estanque e faça o seu reencaminhamento para pontos de recolha por uma entidade licenciada para futura reciclagem, pode sempre vir a ser transformado em biodiesel.
 
 
7. CONDUÇÃO
       Evite as viagens desnecessárias. Estará a contribuir para a redução da emissão de CO2 e assim menor poluição. Se vive relativamente perto da fábrica aproveite a planície, use a bicicleta para seu bem-estar.
 
       Em estrada, não conduza a velocidade excessiva e evite travagens e acelerações desnecessárias, verá que poupará muito combustível.
 
       Redobre a sua atenção com condições climatéricas adversas.
 
       Se vai efetuar uma viagem longa, opte por refeições mais ligeiras e pare com frequência.
 
       Esteja atento e respeite a sinalização.
 
       Se vai conduzir não beba.
 
       Mantenha a pressão correta dos pneus, poupará combustível e aumentará a sua própria segurança.
 
       Assegure a manutenção do seu veículo, consome menos energia e minimiza as emissões gasosas para a atmosfera.
 
       Mantenha o seu veículo limpo, o seu aspeto não é só a imagem da empresa é também o espelho da sua.
 
       Sempre que possível partilhe o transporte com os seus colegas.
 
       Cumpra sempre com a capacidade de passageiros do seu veículo e carga.
 
Em caso de acidente ou avaria:
 
       Tente colocar o veículo na berma e ligue as luzes de emergência.
 
       Vista o colete e coloque o triângulo a pelo menos 50 m do local.
 
       De 2 em 2 km existe um posto de S.O.S, peça auxílio.
 
       Enquanto a ajuda não chega, coloque-se por detrás das guardas de segurança voltado para a estrada.
 
 
8. BOAS PRÁTICAS DE FABRICO
http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTEGzFWca3uD4adqBDs3gcJ7FBKGzWeUYBOTxnRA9q9AQVj4cjg       Certifique-se de que a sua farda e sapatos de proteção estão limpos e em bom estado de conservação.
 
       Antes de entrar ao serviço, depois de utilizar os sanitários, depois de comer e depois de espirrar ou tossir deve lavar sempre as mãos.
 
       Na zona da produção, nomeadamente os operadores, não podem fazer-se acompanhar de bens pessoais ou outros que possam interferir com a segurança e higiene, tais como: relógio, brincos, piercings, colares, pulseiras, anéis, etc.
 
       É proibida a utilização de verniz ou gel nas unhas.
 
       É proibido comer fora dos locais de refeição definidos.
 
       Na zona afeta à produção é obrigatório o uso boné ou touca de proteção, calçado de proteção e fardamento.
 
       Os ferimentos em qualquer área exposta do corpo, devem ser protegidos adequadamente.  
 
       Sempre que utilize luvas para manipular embalagens alimentares, estas devem ser descartáveis e substituídas diariamente.
 
       Mantenha a área envolvente ao seu posto de trabalho, assim como o equipamento de fabrico, limpo e arrumado. Cumpra com os planos de higienização.
 
       Certifique-se de que os iscos de controlo de pragas estão em bom estado e no local assinalado.
 
       Utilize apenas os detergentes/desinfetantes de limpeza designados para o local, sendo que estes devem ser aptos para a indústria alimentar.
 
       Nunca arranque com qualquer equipamento após sua paragem para manutenção sem o higienizar.
9. HST
hst.jpg       Para entrar na zona de produção é obrigatório a utilização de fardamento adequado.
 
       Utilize sempre equipamento de proteção individual (EPI) adequado à tarefa que desempenha.
 
       Para sua proteção e dos seus colegas, são proibidos nos locais de produção a utilização de adornos à exceção de aliança lisa.
 
       Antes de manipular ou armazenar produtos químicos consulte antes as fichas de segurança disponíveis no seu local de trabalho e que são obrigatórias para cada um deles
 
       Não deixe recipientes abertos quando não estiverem a ser utilizados e mantenha-os afastados de fontes de ignição ou calor.
 
       Conserve os produtos nos recipientes originais, nunca utilize garrafas de água para armazenar produtos químicos.
 
       Tome todas as preocupações necessárias para evitar riscos de incêndio, não faça lume e não fume fora dos locais indicados.
 
       Consulte regularmente as normas de emergência interna.
 
       Faça tudo o que estiver ao seu alcance para minimizar o ruído à sua volta pela sua saúde, dos seus colegas e pelo ambiente para a saúde de todos.
 
       Os locais de depósito temporário de resíduos devem estar perfeitamente arrumados, desimpedidos assim como os resíduos devem estar identificados com o código LER respetivo.
 
       A Silvex fabrica embalagens alimentares, sendo proibidas as unhas pintadas ou postiças na produção, assim como, comer junto às máquinas (inclusive pastilha elástica).
 
       Utilizar os dispositivos de desinfetante sempre que entrar na produção.
 
       Mantenha-se limpo e asseado, o seu uniforme deve ser mantido em bom estado, sem rasgos, partes descosturadas ou furos.
 
       Participe de forma organizada, empenhada e responsável nos simulacros e ações de formação.
 
 
10. FORNECEDORES
fornecedor_iso9001.JPG       Evite o trajeto dentro da localidade, sempre que o mesmo seja inevitável faça-o a baixa velocidade no máximo silêncio.
 
       Premeie o silêncio, desligue os veículos de transporte quando não estiverem em marcha e não buzine.
 
       O transporte de resíduos deve ser sempre acompanhado da respetiva guia ambiental.
 
       As instalações devem ser sempre mantidas limpas e arrumadas com vias de evacuação desimpedidas.
 
       O armazenamento de materiais deve ser de acordo a permitir o correto funcionamento do sistema FIFO, (o primeiro a entrar é o primeiro a sair.)
 
       Cumprir com os procedimentos internos definidos pela Silvex.
 
       O material fornecido em palete não pode ultrapassar o limite da mesma em mais do que 2,5 cm assim como todo o material deve estar protegido com filme de paletização.
 
       Todo o serviço, material e/ou equipamento fornecido deve ser acompanhado pela documentação legal em língua portuguesa.
 
 
11. CLIENTES E VISITAS
clientes.jpg       Sempre que nos visitarem devem seguir as regras e boas práticas da Silvex. Uma vez dentro da unidade de produção deve proteger obrigatoriamente o cabelo com touca, bata e calçado de proteção.
 
 
 
12. MANUTENÇÃO
manutencao.jpg       Efetue o controlo de ruído nas fontes emissoras, evitar o impacto de metal sobre metal assim como a vibração dos equipamentos.
 
       Efetue sempre a manutenção preventiva dos equipamentos já que os níveis de ruído pode incrementar à medida que ocorre desgaste nas peças dos equipamentos.
 
       Verifique se os equipamentos adquiridos possuem sempre a marcação CE e possuem certificados respetivos nomeadamente no cumprimento dos níveis de ruído.
 
 
 
13. RESPONSABILIDADE SOCIAL
resp social.jpgO que será a Responsabilidade Social? A Norma em vigor pretende “incentivar e orientar as organizações para uma atuação mais socialmente responsável, no contexto dos desafios do desenvolvimento sustentável”.
 
No entanto, as empresas não serão socialmente responsáveis porque alguém assim o determina, mas sim quando todos os que nela trabalham o forem naturalmente. Este será o nosso grande desafio, e para tal teremos de aprender uns com os outros e acima de tudo com humildade.
 
No entanto, podemos orgulhar-nos que a nossa empresa dá já alguns bons exemplos nesta área:
 
       Empregamos 17 deficientes o que representa 7,2% do nosso total de colaboradores (a 31 DEZ.13). Alguns desde o início dos anos 90, sendo que 15 pertencem ao quadro efetivo.
 
       Nesta área, apoiamos e colaboramos com várias Instituições de Solidariedade Social, nomeadamente o Centro de Recuperação Infantil de Benavente (CRIB).
 
       Empregamos 43,9% de mulheres (a 31 DEZ.13).
 
 
       Reconhecemos e valorizamos o contributo que os colaboradores mais antigos sempre deram à empresa:
 
- 37 colaboradores trabalham na SILVEX há mais de 15 anos, o que representa 15% do total.
 
- 5 colaboradores que entretanto atingiram a idade de reforma, continuaram a colaborar com a Silvex
 
       Nunca discriminamos idades. Nos últimos 3 anos entraram para a empresa 25 colaboradores com mais de 45 anos.
 
       Há mais de 13 anos que a SILVEX não tem um litígio Judicial em Tribunal, seja da área laboral, seja da área cível.
 
       Nunca os acionistas da SILVEX retiraram quaisquer lucros da empresa, os quais têm vindo a ser continuadamente aplicados em investimentos, bem traduzidos no aumento físico das nossas instalações e no aumento e diversificação da nossa capacidade produtiva, permitindo-nos tornar mais competitivos e estáveis.
 
 
Com a colaboração e criatividade de todos, iremos com certeza melhorar e aumentar os nossos bons exemplos de Responsabilidade Social.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1. INTRODUÇÃO
 
O presente manual, já referenciado no Manual de Acolhimento distribuído a cada colaborador, embora não podendo prever todas as situações possíveis, pretende abordar as áreas da Gestão da Qualidade, da Gestão Ambiental e da Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho, de acordo com o documento junto, que bem define os nossos compromissos para o futuro.
 
Este Manual pretende também iniciar uma sensibilização à Responsabilidade Social.
 
O Manual de Acolhimento e este Manual, serão em muitas áreas complementares, e ambos pretendem conduzir a empresa e os seus colaboradores à clarificação dos nossos VALORES, porque são eles que nos dizem quem somos e nos apontam o melhor caminho a seguir.
 
Cada de um de nós, os nossos visitantes e os nossos colaboradores subcontratados devem ter sempre uma conduta compatível com a nossa política, é dever de cada um destes intervenientes assegurar o cumprimento rigoroso da legislação em vigor.
 
 
2. ENERGIA
      Minimize os consumos de energia. A produção de eletricidade está associada à emissão de poluentes para a atmosfera, sempre que possível recorra à iluminação natural.
 
       Não deixe as luzes acesas depois de abandonar o seu posto de trabalho.
 
       Programe o monitor do seu computador para modo stand-by.
 
       Não deixe o computador ligado depois de terminar o seu dia de trabalho.
 
       Mantenha o ar condicionado ligado apenas quando estiver no local e não utilize o aparelho com as portas abertas.
 
       Prefira as escadas ao elevador. Poupa energia e faz exercício.
 
 
3. ÁGUA
      Minimize o consumo de água. Verifique se os autoclismos ficam bem fechados após a utilização.
agua1.jpg 

       Não deixe as torneiras a pingar após a utilização. Caso detete uma fuga contacte a manutenção.
 
       No inverno maximize a entrada de raios solares no edifício e faça o contrário no verão. Poupará muita energia ao reduzir a utilização do ar condicionado.
 
       Utilize produtos de limpeza sem fosfatos e sem cloro de preferência ecologicamente sustentáveis.
 
4. AR
respirar.jpg 

       Não fume em espaços fechados e de pequenas dimensões. Dentro das instalações da Silvex não é permitido fumar excepto nos locais devidamente assinalados para o efeito.
 
       Mantenha sempre os recipientes de tintas e diluentes fechados.
 
       Viaturas de transporte de mercadorias devem desligar os motores quando não estão em trânsito.
 
 
5. RESÍDUOS
       Premeie sempre a política dos 3 R’s, Reduzir, Reutilizar e por fim Reciclar.
 
       Minimize os consumos de papel, poupará no abate de árvores. Sempre que possível reutilize, quando o for colocar no papelão não se esqueça de retirar os agrafos.
 
       Evite impressões desnecessárias, prefira sempre o suporte informático. Quando estas forem inevitáveis e provisórias imprima as mesmas numa escala reduzida.
 
       Utilize sempre as suas canetas, lápis, borrachas, etc., até ao fim, evite consumos desnecessários e resista ao consumismo descartável.
 
       Faça sempre a correta separação de resíduos no seu local de trabalho. Não misture materiais de características diferentes. Desta forma facilita a sua valorização em condições ambientais adequadas.
 
       Não deite lâmpadas florescentes para o lixo, estas devem ser encaminhadas para valorização
 
       Não deite pilhas para o lixo, o seu impacto ambiental é muito negativo. Utilize o pilhão da Silvex.
 
       Colabore connosco na separação dos lixos.
 
       Não deposite nenhum tipo de lixo na via pública ou em locais inapropriados.
 
 
6. DERRAMES
       Em caso de derrame não deixe o produto escoar para as águas superficiais ou subterrâneas, fechando os acessos aos sistemas de drenagem e esgotos com meios de retenção adequados.
 
       Enxague e delimite o produto derramado o quanto antes com trapos absorventes, recolha o produto para recipientes adequados e devidamente identificados no seu sector para serem mais tarde reencaminhados para um operador licenciado. É proibido por lei efetuar qualquer descarga de óleos usados na água ou solo, mesmo sendo alimentar. Armazene-o em recipiente próprio, estanque e faça o seu reencaminhamento para pontos de recolha por uma entidade licenciada para futura reciclagem, pode sempre vir a ser transformado em biodiesel.
 
 
7. CONDUÇÃO
       Evite as viagens desnecessárias. Estará a contribuir para a redução da emissão de CO2 e assim menor poluição. Se vive relativamente perto da fábrica aproveite a planície, use a bicicleta para seu bem-estar.
 
       Em estrada, não conduza a velocidade excessiva e evite travagens e acelerações desnecessárias, verá que poupará muito combustível.
 
       Redobre a sua atenção com condições climatéricas adversas.
 
       Se vai efetuar uma viagem longa, opte por refeições mais ligeiras e pare com frequência.
 
       Esteja atento e respeite a sinalização.
 
       Se vai conduzir não beba.
 
       Mantenha a pressão correta dos pneus, poupará combustível e aumentará a sua própria segurança.
 
       Assegure a manutenção do seu veículo, consome menos energia e minimiza as emissões gasosas para a atmosfera.
 
       Mantenha o seu veículo limpo, o seu aspeto não é só a imagem da empresa é também o espelho da sua.
 
       Sempre que possível partilhe o transporte com os seus colegas.
 
       Cumpra sempre com a capacidade de passageiros do seu veículo e carga.
 
Em caso de acidente ou avaria:
 
       Tente colocar o veículo na berma e ligue as luzes de emergência.
 
       Vista o colete e coloque o triângulo a pelo menos 50 m do local.
 
       De 2 em 2 km existe um posto de S.O.S, peça auxílio.
 
       Enquanto a ajuda não chega, coloque-se por detrás das guardas de segurança voltado para a estrada.
 
 
8. BOAS PRÁTICAS DE FABRICO
http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTEGzFWca3uD4adqBDs3gcJ7FBKGzWeUYBOTxnRA9q9AQVj4cjg       Certifique-se de que a sua farda e sapatos de proteção estão limpos e em bom estado de conservação.
 
       Antes de entrar ao serviço, depois de utilizar os sanitários, depois de comer e depois de espirrar ou tossir deve lavar sempre as mãos.
 
       Na zona da produção, nomeadamente os operadores, não podem fazer-se acompanhar de bens pessoais ou outros que possam interferir com a segurança e higiene, tais como: relógio, brincos, piercings, colares, pulseiras, anéis, etc.
 
       É proibida a utilização de verniz ou gel nas unhas.
 
       É proibido comer fora dos locais de refeição definidos.
 
       Na zona afeta à produção é obrigatório o uso boné ou touca de proteção, calçado de proteção e fardamento.
 
       Os ferimentos em qualquer área exposta do corpo, devem ser protegidos adequadamente.  
 
       Sempre que utilize luvas para manipular embalagens alimentares, estas devem ser descartáveis e substituídas diariamente.
 
       Mantenha a área envolvente ao seu posto de trabalho, assim como o equipamento de fabrico, limpo e arrumado. Cumpra com os planos de higienização.
 
       Certifique-se de que os iscos de controlo de pragas estão em bom estado e no local assinalado.
 
       Utilize apenas os detergentes/desinfetantes de limpeza designados para o local, sendo que estes devem ser aptos para a indústria alimentar.
 
       Nunca arranque com qualquer equipamento após sua paragem para manutenção sem o higienizar.
9. HST
hst.jpg       Para entrar na zona de produção é obrigatório a utilização de fardamento adequado.
 
       Utilize sempre equipamento de proteção individual (EPI) adequado à tarefa que desempenha.
 
       Para sua proteção e dos seus colegas, são proibidos nos locais de produção a utilização de adornos à exceção de aliança lisa.
 
       Antes de manipular ou armazenar produtos químicos consulte antes as fichas de segurança disponíveis no seu local de trabalho e que são obrigatórias para cada um deles
 
       Não deixe recipientes abertos quando não estiverem a ser utilizados e mantenha-os afastados de fontes de ignição ou calor.
 
       Conserve os produtos nos recipientes originais, nunca utilize garrafas de água para armazenar produtos químicos.
 
       Tome todas as preocupações necessárias para evitar riscos de incêndio, não faça lume e não fume fora dos locais indicados.
 
       Consulte regularmente as normas de emergência interna.
 
       Faça tudo o que estiver ao seu alcance para minimizar o ruído à sua volta pela sua saúde, dos seus colegas e pelo ambiente para a saúde de todos.
 
       Os locais de depósito temporário de resíduos devem estar perfeitamente arrumados, desimpedidos assim como os resíduos devem estar identificados com o código LER respetivo.
 
       A Silvex fabrica embalagens alimentares, sendo proibidas as unhas pintadas ou postiças na produção, assim como, comer junto às máquinas (inclusive pastilha elástica).
 
       Utilizar os dispositivos de desinfetante sempre que entrar na produção.
 
       Mantenha-se limpo e asseado, o seu uniforme deve ser mantido em bom estado, sem rasgos, partes descosturadas ou furos.
 
       Participe de forma organizada, empenhada e responsável nos simulacros e ações de formação.
 
 
10. FORNECEDORES
fornecedor_iso9001.JPG       Evite o trajeto dentro da localidade, sempre que o mesmo seja inevitável faça-o a baixa velocidade no máximo silêncio.
 
       Premeie o silêncio, desligue os veículos de transporte quando não estiverem em marcha e não buzine.
 
       O transporte de resíduos deve ser sempre acompanhado da respetiva guia ambiental.
 
       As instalações devem ser sempre mantidas limpas e arrumadas com vias de evacuação desimpedidas.
 
       O armazenamento de materiais deve ser de acordo a permitir o correto funcionamento do sistema FIFO, (o primeiro a entrar é o primeiro a sair.)
 
       Cumprir com os procedimentos internos definidos pela Silvex.
 
       O material fornecido em palete não pode ultrapassar o limite da mesma em mais do que 2,5 cm assim como todo o material deve estar protegido com filme de paletização.
 
       Todo o serviço, material e/ou equipamento fornecido deve ser acompanhado pela documentação legal em língua portuguesa.
 
 
11. CLIENTES E VISITAS
clientes.jpg       Sempre que nos visitarem devem seguir as regras e boas práticas da Silvex. Uma vez dentro da unidade de produção deve proteger obrigatoriamente o cabelo com touca, bata e calçado de proteção.
 
 
 
12. MANUTENÇÃO
manutencao.jpg       Efetue o controlo de ruído nas fontes emissoras, evitar o impacto de metal sobre metal assim como a vibração dos equipamentos.
 
       Efetue sempre a manutenção preventiva dos equipamentos já que os níveis de ruído pode incrementar à medida que ocorre desgaste nas peças dos equipamentos.
 
       Verifique se os equipamentos adquiridos possuem sempre a marcação CE e possuem certificados respetivos nomeadamente no cumprimento dos níveis de ruído.
 
 
 
13. RESPONSABILIDADE SOCIAL
resp social.jpgO que será a Responsabilidade Social? A Norma em vigor pretende “incentivar e orientar as organizações para uma atuação mais socialmente responsável, no contexto dos desafios do desenvolvimento sustentável”.
 
No entanto, as empresas não serão socialmente responsáveis porque alguém assim o determina, mas sim quando todos os que nela trabalham o forem naturalmente. Este será o nosso grande desafio, e para tal teremos de aprender uns com os outros e acima de tudo com humildade.
 
No entanto, podemos orgulhar-nos que a nossa empresa dá já alguns bons exemplos nesta área:
 
       Empregamos 17 deficientes o que representa 7,2% do nosso total de colaboradores (a 31 DEZ.13). Alguns desde o início dos anos 90, sendo que 15 pertencem ao quadro efetivo.
 
       Nesta área, apoiamos e colaboramos com várias Instituições de Solidariedade Social, nomeadamente o Centro de Recuperação Infantil de Benavente (CRIB).
 
       Empregamos 43,9% de mulheres (a 31 DEZ.13).
 
 
       Reconhecemos e valorizamos o contributo que os colaboradores mais antigos sempre deram à empresa:
 
- 37 colaboradores trabalham na SILVEX há mais de 15 anos, o que representa 15% do total.
 
- 5 colaboradores que entretanto atingiram a idade de reforma, continuaram a colaborar com a Silvex
 
       Nunca discriminamos idades. Nos últimos 3 anos entraram para a empresa 25 colaboradores com mais de 45 anos.
 
       Há mais de 13 anos que a SILVEX não tem um litígio Judicial em Tribunal, seja da área laboral, seja da área cível.
 
       Nunca os acionistas da SILVEX retiraram quaisquer lucros da empresa, os quais têm vindo a ser continuadamente aplicados em investimentos, bem traduzidos no aumento físico das nossas instalações e no aumento e diversificação da nossa capacidade produtiva, permitindo-nos tornar mais competitivos e estáveis.
 
 
Com a colaboração e criatividade de todos, iremos com certeza melhorar e aumentar os nossos bons exemplos de Responsabilidade Social.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1. INTRODUÇÃO
 
O presente manual, já referenciado no Manual de Acolhimento distribuído a cada colaborador, embora não podendo prever todas as situações possíveis, pretende abordar as áreas da Gestão da Qualidade, da Gestão Ambiental e da Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho, de acordo com o documento junto, que bem define os nossos compromissos para o futuro.
 
Este Manual pretende também iniciar uma sensibilização à Responsabilidade Social.
 
O Manual de Acolhimento e este Manual, serão em muitas áreas complementares, e ambos pretendem conduzir a empresa e os seus colaboradores à clarificação dos nossos VALORES, porque são eles que nos dizem quem somos e nos apontam o melhor caminho a seguir.
 
Cada de um de nós, os nossos visitantes e os nossos colaboradores subcontratados devem ter sempre uma conduta compatível com a nossa política, é dever de cada um destes intervenientes assegurar o cumprimento rigoroso da legislação em vigor.
 
 
2. ENERGIA
      Minimize os consumos de energia. A produção de eletricidade está associada à emissão de poluentes para a atmosfera, sempre que possível recorra à iluminação natural.
 
       Não deixe as luzes acesas depois de abandonar o seu posto de trabalho.
 
       Programe o monitor do seu computador para modo stand-by.
 
       Não deixe o computador ligado depois de terminar o seu dia de trabalho.
 
       Mantenha o ar condicionado ligado apenas quando estiver no local e não utilize o aparelho com as portas abertas.
 
       Prefira as escadas ao elevador. Poupa energia e faz exercício.
 
 
3. ÁGUA
      Minimize o consumo de água. Verifique se os autoclismos ficam bem fechados após a utilização.
agua1.jpg 

       Não deixe as torneiras a pingar após a utilização. Caso detete uma fuga contacte a manutenção.
 
       No inverno maximize a entrada de raios solares no edifício e faça o contrário no verão. Poupará muita energia ao reduzir a utilização do ar condicionado.
 
       Utilize produtos de limpeza sem fosfatos e sem cloro de preferência ecologicamente sustentáveis.
 
4. AR
respirar.jpg 

       Não fume em espaços fechados e de pequenas dimensões. Dentro das instalações da Silvex não é permitido fumar excepto nos locais devidamente assinalados para o efeito.
 
       Mantenha sempre os recipientes de tintas e diluentes fechados.
 
       Viaturas de transporte de mercadorias devem desligar os motores quando não estão em trânsito.
 
 
5. RESÍDUOS
       Premeie sempre a política dos 3 R’s, Reduzir, Reutilizar e por fim Reciclar.
 
       Minimize os consumos de papel, poupará no abate de árvores. Sempre que possível reutilize, quando o for colocar no papelão não se esqueça de retirar os agrafos.
 
       Evite impressões desnecessárias, prefira sempre o suporte informático. Quando estas forem inevitáveis e provisórias imprima as mesmas numa escala reduzida.
 
       Utilize sempre as suas canetas, lápis, borrachas, etc., até ao fim, evite consumos desnecessários e resista ao consumismo descartável.
 
       Faça sempre a correta separação de resíduos no seu local de trabalho. Não misture materiais de características diferentes. Desta forma facilita a sua valorização em condições ambientais adequadas.
 
       Não deite lâmpadas florescentes para o lixo, estas devem ser encaminhadas para valorização
 
       Não deite pilhas para o lixo, o seu impacto ambiental é muito negativo. Utilize o pilhão da Silvex.
 
       Colabore connosco na separação dos lixos.
 
       Não deposite nenhum tipo de lixo na via pública ou em locais inapropriados.
 
 
6. DERRAMES
       Em caso de derrame não deixe o produto escoar para as águas superficiais ou subterrâneas, fechando os acessos aos sistemas de drenagem e esgotos com meios de retenção adequados.
 
       Enxague e delimite o produto derramado o quanto antes com trapos absorventes, recolha o produto para recipientes adequados e devidamente identificados no seu sector para serem mais tarde reencaminhados para um operador licenciado. É proibido por lei efetuar qualquer descarga de óleos usados na água ou solo, mesmo sendo alimentar. Armazene-o em recipiente próprio, estanque e faça o seu reencaminhamento para pontos de recolha por uma entidade licenciada para futura reciclagem, pode sempre vir a ser transformado em biodiesel.
 
 
7. CONDUÇÃO
       Evite as viagens desnecessárias. Estará a contribuir para a redução da emissão de CO2 e assim menor poluição. Se vive relativamente perto da fábrica aproveite a planície, use a bicicleta para seu bem-estar.
 
       Em estrada, não conduza a velocidade excessiva e evite travagens e acelerações desnecessárias, verá que poupará muito combustível.
 
       Redobre a sua atenção com condições climatéricas adversas.
 
       Se vai efetuar uma viagem longa, opte por refeições mais ligeiras e pare com frequência.
 
       Esteja atento e respeite a sinalização.
 
       Se vai conduzir não beba.
 
       Mantenha a pressão correta dos pneus, poupará combustível e aumentará a sua própria segurança.
 
       Assegure a manutenção do seu veículo, consome menos energia e minimiza as emissões gasosas para a atmosfera.
 
       Mantenha o seu veículo limpo, o seu aspeto não é só a imagem da empresa é também o espelho da sua.
 
       Sempre que possível partilhe o transporte com os seus colegas.
 
       Cumpra sempre com a capacidade de passageiros do seu veículo e carga.
 
Em caso de acidente ou avaria:
 
       Tente colocar o veículo na berma e ligue as luzes de emergência.
 
       Vista o colete e coloque o triângulo a pelo menos 50 m do local.
 
       De 2 em 2 km existe um posto de S.O.S, peça auxílio.
 
       Enquanto a ajuda não chega, coloque-se por detrás das guardas de segurança voltado para a estrada.
 
 
8. BOAS PRÁTICAS DE FABRICO
http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTEGzFWca3uD4adqBDs3gcJ7FBKGzWeUYBOTxnRA9q9AQVj4cjg       Certifique-se de que a sua farda e sapatos de proteção estão limpos e em bom estado de conservação.
 
       Antes de entrar ao serviço, depois de utilizar os sanitários, depois de comer e depois de espirrar ou tossir deve lavar sempre as mãos.
 
       Na zona da produção, nomeadamente os operadores, não podem fazer-se acompanhar de bens pessoais ou outros que possam interferir com a segurança e higiene, tais como: relógio, brincos, piercings, colares, pulseiras, anéis, etc.
 
       É proibida a utilização de verniz ou gel nas unhas.
 
       É proibido comer fora dos locais de refeição definidos.
 
       Na zona afeta à produção é obrigatório o uso boné ou touca de proteção, calçado de proteção e fardamento.
 
       Os ferimentos em qualquer área exposta do corpo, devem ser protegidos adequadamente.  
 
       Sempre que utilize luvas para manipular embalagens alimentares, estas devem ser descartáveis e substituídas diariamente.
 
       Mantenha a área envolvente ao seu posto de trabalho, assim como o equipamento de fabrico, limpo e arrumado. Cumpra com os planos de higienização.
 
       Certifique-se de que os iscos de controlo de pragas estão em bom estado e no local assinalado.
 
       Utilize apenas os detergentes/desinfetantes de limpeza designados para o local, sendo que estes devem ser aptos para a indústria alimentar.
 
       Nunca arranque com qualquer equipamento após sua paragem para manutenção sem o higienizar.
9. HST
hst.jpg       Para entrar na zona de produção é obrigatório a utilização de fardamento adequado.
 
       Utilize sempre equipamento de proteção individual (EPI) adequado à tarefa que desempenha.
 
       Para sua proteção e dos seus colegas, são proibidos nos locais de produção a utilização de adornos à exceção de aliança lisa.
 
       Antes de manipular ou armazenar produtos químicos consulte antes as fichas de segurança disponíveis no seu local de trabalho e que são obrigatórias para cada um deles
 
       Não deixe recipientes abertos quando não estiverem a ser utilizados e mantenha-os afastados de fontes de ignição ou calor.
 
       Conserve os produtos nos recipientes originais, nunca utilize garrafas de água para armazenar produtos químicos.
 
       Tome todas as preocupações necessárias para evitar riscos de incêndio, não faça lume e não fume fora dos locais indicados.
 
       Consulte regularmente as normas de emergência interna.
 
       Faça tudo o que estiver ao seu alcance para minimizar o ruído à sua volta pela sua saúde, dos seus colegas e pelo ambiente para a saúde de todos.
 
       Os locais de depósito temporário de resíduos devem estar perfeitamente arrumados, desimpedidos assim como os resíduos devem estar identificados com o código LER respetivo.
 
       A Silvex fabrica embalagens alimentares, sendo proibidas as unhas pintadas ou postiças na produção, assim como, comer junto às máquinas (inclusive pastilha elástica).
 
       Utilizar os dispositivos de desinfetante sempre que entrar na produção.
 
       Mantenha-se limpo e asseado, o seu uniforme deve ser mantido em bom estado, sem rasgos, partes descosturadas ou furos.
 
       Participe de forma organizada, empenhada e responsável nos simulacros e ações de formação.
 
 
10. FORNECEDORES
fornecedor_iso9001.JPG       Evite o trajeto dentro da localidade, sempre que o mesmo seja inevitável faça-o a baixa velocidade no máximo silêncio.
 
       Premeie o silêncio, desligue os veículos de transporte quando não estiverem em marcha e não buzine.
 
       O transporte de resíduos deve ser sempre acompanhado da respetiva guia ambiental.
 
       As instalações devem ser sempre mantidas limpas e arrumadas com vias de evacuação desimpedidas.
 
       O armazenamento de materiais deve ser de acordo a permitir o correto funcionamento do sistema FIFO, (o primeiro a entrar é o primeiro a sair.)
 
       Cumprir com os procedimentos internos definidos pela Silvex.
 
       O material fornecido em palete não pode ultrapassar o limite da mesma em mais do que 2,5 cm assim como todo o material deve estar protegido com filme de paletização.
 
       Todo o serviço, material e/ou equipamento fornecido deve ser acompanhado pela documentação legal em língua portuguesa.
 
 
11. CLIENTES E VISITAS
clientes.jpg       Sempre que nos visitarem devem seguir as regras e boas práticas da Silvex. Uma vez dentro da unidade de produção deve proteger obrigatoriamente o cabelo com touca, bata e calçado de proteção.
 
 
 
12. MANUTENÇÃO
manutencao.jpg       Efetue o controlo de ruído nas fontes emissoras, evitar o impacto de metal sobre metal assim como a vibração dos equipamentos.
 
       Efetue sempre a manutenção preventiva dos equipamentos já que os níveis de ruído pode incrementar à medida que ocorre desgaste nas peças dos equipamentos.
 
       Verifique se os equipamentos adquiridos possuem sempre a marcação CE e possuem certificados respetivos nomeadamente no cumprimento dos níveis de ruído.
 
 
 
13. RESPONSABILIDADE SOCIAL
resp social.jpgO que será a Responsabilidade Social? A Norma em vigor pretende “incentivar e orientar as organizações para uma atuação mais socialmente responsável, no contexto dos desafios do desenvolvimento sustentável”.
 
No entanto, as empresas não serão socialmente responsáveis porque alguém assim o determina, mas sim quando todos os que nela trabalham o forem naturalmente. Este será o nosso grande desafio, e para tal teremos de aprender uns com os outros e acima de tudo com humildade.
 
No entanto, podemos orgulhar-nos que a nossa empresa dá já alguns bons exemplos nesta área:
 
       Empregamos 17 deficientes o que representa 7,2% do nosso total de colaboradores (a 31 DEZ.13). Alguns desde o início dos anos 90, sendo que 15 pertencem ao quadro efetivo.
 
       Nesta área, apoiamos e colaboramos com várias Instituições de Solidariedade Social, nomeadamente o Centro de Recuperação Infantil de Benavente (CRIB).
 
       Empregamos 43,9% de mulheres (a 31 DEZ.13).
 
 
       Reconhecemos e valorizamos o contributo que os colaboradores mais antigos sempre deram à empresa:
 
- 37 colaboradores trabalham na SILVEX há mais de 15 anos, o que representa 15% do total.
 
- 5 colaboradores que entretanto atingiram a idade de reforma, continuaram a colaborar com a Silvex
 
       Nunca discriminamos idades. Nos últimos 3 anos entraram para a empresa 25 colaboradores com mais de 45 anos.
 
       Há mais de 13 anos que a SILVEX não tem um litígio Judicial em Tribunal, seja da área laboral, seja da área cível.
 
       Nunca os acionistas da SILVEX retiraram quaisquer lucros da empresa, os quais têm vindo a ser continuadamente aplicados em investimentos, bem traduzidos no aumento físico das nossas instalações e no aumento e diversificação da nossa capacidade produtiva, permitindo-nos tornar mais competitivos e estáveis.
 
 
Com a colaboração e criatividade de todos, iremos com certeza melhorar e aumentar os nossos bons exemplos de Responsabilidade Social.